article inline adarticle inline ad

A CUV – Copa Universitária de Voleibol nasceu em 2019 como alternativa de campeonato do nicho e segue em crescimento. Saiba mais.

Uma ideia quadrangular para aquecer algumas equipes na pré temporada: foi assim que surgiu a CUV. O que era para ser uma simples competição com quatro equipes, tornou-se um novo torneio no cenário universitário.

“Assim que eu convidei os times para o quadrangular, os treinadores começaram a pedir para aumentar a competição e convidar mais gente”, conta Paulo “Cigano”, treinador universitário de vôlei e idealizador da competição.

Assim, no primeiro semestre deste ano, ocorreu a primeira edição da CUV – com 20 equipes competindo (10 em cada naipe). Atualmente, na segunda realização, o campeonato já deu um salto para 24 times no masculino e 20 no feminino.

Leia também: 12 situações que só quem joga vôlei já passou!

Acessível: a justificativa do sucesso

O crescimento significativo em apenas um semestre se deve, de acordo com o fundador, principalmente às facilidades oferecidas pelo campeonato. “Nosso preço é muito acessível, as quadras são fáceis de chegar de metrô, não trocamos por troca de jogo e a nossa tabela é muito flexível”, explica Cigano.

Eduardo “Gordo”, treinador de vôlei de diferentes equipes universitárias (Med Santo Amaro e FGV Feminino) e do E.C. Pinheiros, reitera a importância dessa flexibilidade no cenário das competições universitárias.

“Acredito que a tabela aberta e facilidade para troca de jogos na CUV seja um diferencial e tanto. No esporte universitário, a gente paga para jogar, paga caro para isso, inclusive. Essa proposta de respeitar isso é muito interessante e está dando muito certo”, analisa o treinador.

É importante ressaltar que a competição conta com alguns “mimos”, como prêmios aos melhores da partida. Além disso, a CUV promete expandir ainda mais suas ações, como parcerias de comunicação e cobertura (com a titia BEAT <3) e de ativações de marcas parceiras.

Expansão para outras modalidades

Após o sucesso da primeira edição, a competição se expandiu para uma segunda modalidade – o futsal. A irmã CUF – Copa Universitária de Futsal começou neste semestre. Somadas as duas, o torneio conta, neste momento, com aproximadamente 1.000 alunos-atletas.

“Nossa ideia é incorporar uma modalidade por semestre. No início do ano que vem teremos a CUHA, focada no Handebol. Teremos sempre uma pessoa especialista tocando a competição em cada esporte, para mantermos um nível e qualidades legais”, conta Cigano.