article inline adarticle inline ad

Segundo a Comissão Organizadora, as expectativas desta edição do InterBATUC foram superadas

No último final de semana, o Country Club de São Carlos, no interior de São Paulo, recebeu o InterBATUC. O evento reúne as principais baterias das universidades do país.

Leia também: InterBATUC, um inter como você nunca viu!

Neste ano, a competição, que é organizada pela Liga Nacional das Baterias Universitárias, completou uma década de existência. Segundo a Comissão Organizadora, mais de cinco mil e quinhentas pessoas estiveram presentes.

Foram 32 horas de open bar, isso mesmo: TRINTA E DUAS HORAS DE OPEN! O evento ocorre em um alojamento geral, no qual as faculdades ficam todas juntas – curtindo piscina, sol, e muito som. Seja ele dos DJ’s ou das próprias baterias, que competem entre si. 

Como funciona o InterBATUC?

A competição funciona da seguinte maneira: cada bateria tem 21 minutos para se apresentar e, durante este tempo, os jurados fazem suas anotações. Vale ressaltar que o júri é formado por representantes de escolas de samba de São Paulo. As notas são dadas nas categorias estabelecidas:

  • Versatilidade
  • Execução
  • Equalização
  • Apresentação

As apresentações aconteceram durante o último final de semana (31/08 e 01/09). Na noite de domingo, os resultados finais foram divulgados.

A grande campeã foi a Infanteria, bateria da Universidade Federal do ABC (UFABC). Em segundo lugar ficou a Bandida, da EACH-USP. A terceira colocada foi a Rateria, da POLI-USP.

Além das notas no geral, as baterias levam prêmios por categorias de instrumentos, que são os estandartes.

Entrevista com a Comissão Organizadora

Conversamos com a galera da C.O e eles curtiram demais a edição e o sucesso do evento. Confira a entrevista com Luiza Penacchin:

“O evento foi incrível, todas as nossas expectivas não só atendidas como foram superadas. O inter cresceu muito, e não estamos falando de número de pessoas, mas sim na qualidade do evento. Recebemos muitos feedbacks da última edição e procuramos corrigir algumas coisas. 

Aumentamos o número de banheiros, transformamos o layout para que tivessem menos filas. Mudamos alguns palcos de lugares, e procuramos deixar o foco nas baterias, que é a atração principal. 

A integração foi incrível, tanto para nós da Comissão Organizadora, como as outras baterias também. Foi tudo muito bom. Gratificante ter participado desse trabalho. Ouvimos alguns feedbacks já e estamos animados, muita coisa positiva. Esperamos que seja assim sempre.”

“Um dos melhores momentos da minha vida”

Mas não foi só a galera da Liga que curtiu o evento, quem participou também falou muito bem. ‘Um dos melhores momentos da minha vida’, frase da Bel Marmille, que toca pela Bandida, da EACH.

“A gente subiu no palco, e vou falar pra você que foi um dos negócios mais legais que já fiz na minha vida. As torcidas compareceram em peso para torcer pelas faculdades e fizeram uma festa linda enquanto a gente tocava.”