article inline adarticle inline ad

Neste JUCA 2019, diferentes faculdades chegaram às finais. Porém, atletas da Grifo lutaram e suaram para conquistar o tetracampeonato.

O JUCA 2019 foi marcado pela competitividade: diferentes faculdades conquistaram finais e títulos que nunca antes haviam alcançado. A Atlética Grifo, da Anhembi Morumbi, entretanto, conseguiu manter o favoritismo e ser a grande campeã.

A cidade de America, no interior de São Paulo, abrigou o evento e foram quatro dias de o amor ao esporte, às festas e as loucuras nas mais variadas categorias de cursos.

O equilíbrio esportivo do JUCA

De acordo com a LAACA – Liga das Atléticas Acadêmicas de Comunicação e Artes, organizadora da competição, a edição foi uma das mais disputadas de todos os tempos.

Taylin Matis, responsável pela Comunicação da Liga, conta:”Não teve jogo fácil, não teve jogo dado como ganho antes mesmo de acontecer, o nível esportivo e de dificuldade da competição aumentou muito e mostrou que todo mundo ali tem capacidade de ser campeão”

Ela completa: “Honestamente, foi o que mais valeu a pena pra mim como LAACA. Ver um JUCA equilibrado, com espaço pra todos”.

A decisão do título geral foi definida apenas no último dia de competição, o que fazia tempo que não ocorria. Além disso, a ascensão de equipes “menores”, que até então nunca haviam chegado a finais ou conquistado títulos, traz boas expectativas para o ano que vem.

Segundo a organização, o que se espera é que na edição de 2020 não apenas os times cheguem mais determinados, como também os torcedores, as atléticas e baterias de todas as participantes.

“Mais do que a competição em si, esse JUCA foi muito humano. A gente viu muito time olhando pro outro. Técnico dando treinamento e suporte pra time adversário. Torcida de x faculdade indo torcer por y, em jogo que nem era deles. Gente se ajudando, gente querendo que a competição fosse equilibrada, querendo ganhar por mérito e esforço. Foi um dos JUCAs com mais parceria que eu já vi”, conclui Taylin.

O tetracampeonato da Grifo

Para saber um pouco mais sobre esse título, que foi conquistado apenas no último dia de competição, a BEAT foi conversar com a galera da Grifo. Confira a entrevista com Pedro Menegare, o Diretor Geral de Esportes (DGE) da atlética da Anhembi.

Revista BEAT: Como foi a campanha de vocês no JUCA 2019?

Pedro Menegare: Foi maravilhosa! A Grifo fez um JUCA redondo, repleto de vitórias e sem nenhuma penalidade, tanto esportiva quanto de torcidas.

Fomos muito alinhados e com um objetivo em comum de levar a taça de volta pra casa. O JUCA em si foi bem concorrido e competitivo, com algumas surpresas positivas e negativas. Mas no final deu tudo certo!

RB: As expectativas nas modalidades foram atingidas?

Pedro: Em grande maioria sim. Antes dos jogos começarem, nós temos noção de onde vamos chegar com cada time. A grande maioria das nossas equipes cumpriu o esperado. Algumas outras até nos surpreenderam!

RB: Quais as principais rivalidades nos esportes?

Pedro: Nós respeitamos todas os adversários com igualdade. Claro que  os maiores campeões sempre serão o nosso maior rival em quadra. Mas, estaria mentindo se dissesse que o coração não vibra mais quando encontramos a Metodista ou a Cásper.

RB: Quais foram as principais dificuldades nessa edição?

Pedro: Manter a logística de jogos 100% enfrentando todas as outras adversidades. Foi uma missão que nós cumprimos muito bem. Também tivemos um torneio que foi basicamente decidido no último dia! Isso deixa o coração a milhão.

RB: Como é para vocês ver essa crescente na competitividade do JUCA?

Pedro: Emocionante! Há alguns anos não tinhamos um JUCA definido na contagem dos pontos no último dia.

RB: Mas, ainda podemos dizer que vocês são os favoritos. Ao que se deve essa hegemonia?

Pedro: Trabalho! Esse ano trabalhamos duro contra crises financeiras e situações adversas pra conseguir chegar bem ao JUCA. Felizmente, como gestão nova, conquistamos a confiança dos nossos atletas que estiveram conosco e entenderam cada dificuldade até o fim. Esse trabalho em unidade nos conferiu a vitória!

Mais sobre o JUCA 2019

JUCA Diversidade: o esporte universitário como forma de inclusão
Rugby Feminino será modalidade oficial no JUCA 2019