article inline adarticle inline ad

Após ter sido cancelada ano passado, a InterUSP 2019 deste ano é aguardada com ansiedade.

Restando aproximadamente um mês para o início da InterUSP 2019, a comissão organizadora do evento se reúne constantemente para discutir ideias e idealizar projetos para melhorarem ainda mais as experiências de todos os participantes do inter.

A competição, que conta com nove faculdades da Universidade de São Paulo, tem como o objetivo potencializar a experiência universitária, através do incentivo ao esporte e do ambiente de interação do público.

É na InterUSP que os alunos (atletas ou não) chegam ao ápice do sentimento de pertencimento a suas faculdades. Isso se deve aos laços criados pelas equipes esportivas e, claro, pela integração durante os eventos sociais – ponto que cada vez mais vem evoluindo quando o assunto são jogos universitários.

Dois anos de ansiedade!

Em 2017, a InterUSP contou com a presença de aproximadamente cinco mil pessoas. Em 2018, por conta da greve dos caminhoneiros, a competição não ocorreu.cPor isso, neste ano, a ansiedade de todos os alunos é ainda maior.

“O ano era 2018 e a INTERUSP tomava as suas maiores proporções até então. O seu cancelamento só fez com que a expectativa para esse ano seja a da melhor e maior INTERUSP dos últimos tempos”, afirma Caio Rossetti, membro da Comissão Organizadora da competição.

Ele completa: “o nível esportivo estratosférico segue dando marca à competição, que nessa edição traz equipes que, há quase dois sem lutar pela mais cobiçada das taças, vêm mais motivadas do que nunca. Os atletas e as torcidas não veem a hora de vestir as cores das suas Faculdades do coração, mostrando muita garra, competitividade e paixão dentro e fora das praças”.

Novidades da InterUSP 2019

Com novidades em relação à última edição, que aconteceu em 2017, a CO (Comissão Organizadora) falou sobre as novas modalidades do evento. Além disso, também ressaltou a inclusão da Comissão Anti-Opressão, que vai prevenir e tomar as devidas medidas em quaisquer casos de opressão.

“Trazemos, neste ano, novas provas e modalidades. O jiu-jitsu entrando como modalidade demonstrativa, o rugby feminino se tornado uma modalidade oficial e, possivelmente como um campeonato celebrativo, o e-sports vêm pra deixar o campeonato ainda mais completo e competitivo!”, conta Caio. Ou seja, serão 26 modalidades no total, entre masculinas e femininas.

Além disso, pela primeira vez a InterUSP contará oficialmente com uma CAO – Comissão Anti-Opressão, que irá atuar nas festas e tenda do InterUSP.

“A inclusão é um princípio pelo qual nós prezamos muito. Por isso, instituímos a CAO – para prevenir e amparar quaisquer casos de opressão, como racismo, machismo e homofobia durante o evento”, explica Caio.

Expectativas de público

A Comissão Organizadora aguarda pouco mais de sete mil participantes na InterUSP deste ano. Segundo a CO, essa promete ser uma das melhores de todos os tempos.

“Esperamos grande público, que englobe desde as pessoas que estão indo pela primeira vez experimentar o sentimento de união e luta tão intrínseco aos jogos, até os veteranos que caminham para a última de suas diversas batalhas dentro da InterUSP”, conclui Caio.

Crédito (Foto de Capa): Acervo InterUSP

Tudo sobre a InterUSP:

Como surgiu a InterUSP? De uma competição-viagem ao modelo de hoje!
Gritam, incentivam e não deixam a festa acabar: conheça as torcidas organizadas da InterUSP