article inline adarticle inline ad

O novo ano finalmente engatou e, junto a isso, as preparações das equipes universitárias está a mil. No caso do rugby universitário, não poderia ser diferente: treinamentos, amistosos e muitas metas para a temporada 2019.

Conversamos com quatro importantes equipes do cenário universitário para entender o planejamento de cada uma e, claro, saber um pouco do que esperar esportivamente neste ano! Confira:

PUC Rugby

A equipe de rugby da PUC São Paulo começou cedo as atividades de 2019. A equipe optou por manter os treinamentos durante as férias, com encontros semanais no Obelisco do Parque Ibirapuera. O principal objetivo é garantir uma melhoria do preparo físico dos atletas.

Além disso, o time optou por não participar de torneios de XV neste ano e focar nos jogos de Seven´s. Isso porque os principais campeonatos dos quais eles participam (Economíadas, JUCA e Jogos Jurídicos Estaduais) apresentam este formato. Logo, a ideia é manter um treinamento adequado para os inters!

Por falar em jogos universitários, o Rugby feminino passou a ser modalidade obrigatória no JUCA (Jogos Universitários de Comunicação e Artes). Dessa forma, a PUC também passou a trabalhar na formação de uma equipe para atuar no evento. O time feminino começou a treinar no final de fevereiro.

Rugby Feminino Poli USP

Um dos mais estruturados times de rugby feminino, a Poli retomou seus treinos no meio de fevereiro. “O time não fez nenhum treino oficial durante as férias, mas estabelecemos metas para 2019”, conta Valtinho, treinador da equipe.

O principal objetivo da equipe neste ano é atingir maior solidez dentro de campo. “Tivemos um 2018 muito inconsistente, com muitos torneios cancelados e acabamos jogando pouco.”, conta o técnico.

De acordo com ele, o foco é na renoação da equipe, sem deixar de aproveitar a experiência das veteranas antes que elas se formem e, assim, “conseguir juntar e fortalecer o grupo durante os campeonatos do ano”, conclui.

Rugby Masculino Direito Mackenzie

De acordo com o atleta e diretor da modalidade da equipe, Rafael “Tucano” Jelezoglo, “2019 será um ano de redenção para a nossa equipe e de muita renovação de elenco”. O time ainda está engasgado com a segunda colocação no Campeonato Paulista Universitário em 2018.

De acordo com ele, há uma grande leva de calouros neste ano e o crescimento da equipe é evidente. A principal reformulação, por hora, é que o Direito Mack passa a focar em campeonatos de XV. Entretanto, os torneios de Seven´s não sairão do radar, principalmente porque eles competem os Jogos Jurídicos Estaduais e a Bullger Rugby Cup.

Rugby Feminino FFLCH USP

Outra equipe feminina muito bem estruturada no cenário universitário, o Rugby FFLCH, assim como a PUC, iniciou os treinos desde o meio de janeiro. A partir de uma bateria de testes físicos, o objetivo era ter uma noção do preparo físico de começo de ano de cada atleta.

Além disso, também movimentando o período de férias da equipe, elas participaram de um campeonato de Beach Rugby em Itanhaem, a fim de não perder o ritmo de competições.

Sobre as metas de 2019, a equipe da FFLCH também começa o ano com foco na renovação do elenco, uma vez que muitas da atletas estão na reta final de faculdade.

Já sobre torneios que participarão, o time segue dedicado a priorizar os campeonatos internos da Universidade de São Paulo, entre eles o SuperUSP e o BIF(F)E. Porém, a equipe buscará também por competição não universitárias, a fim de que as atletas formadas possam continuar jogando.

Rugby universitário, leia também:

12 pensamentos que só quem joga rugby vai entender!
História do Rugby: o esporte que nasceu de uma jogada irregular.