Por André Luiz Pereira Mancha, atleta do Handebol Masculino da FGV.
article inline adarticle inline ad

O Economíadas 2017 em São Carlos foi o mais especial na minha trajetória, não pelo resultado final, mas por todo contexto da vitória do Handebol Masculino da FGV na estreia diante do INSPER.

Primeiramente, marcou o meu retorno aos jogos universitários após sete anos. Eu não acreditava que teria uma outra oportunidade de disputar um Economíadas, após minha primeira aposentadoria em Americana 2010.

Em segundo lugar, duas semanas antes dos jogos, eu tive uma entorse grave no joelho direito. Até poucos dias antes do nosso jogo eu sentia muita dor. Coloquei como meta que não havia chegado tão perto para desistir ali e não deixaria meus companheiros de time e comissão técnica na mão.

Fiz um tratamento intensivo de fisioterapia e, mesmo longe de estar 100% fisicamente, me superei para estar em quadra naquele dia.

 

FGV x INSPER

O jogo foi muito duro, o INSPER abriu uma boa vantagem no primeiro tempo. Fomos reduzindo a diferença, viramos no segundo tempo e, faltando cerca de 1 minuto para o final do jogo, eles retomaram a vantagem e venciam por 1 bola.

Nesse momento, o trabalho em equipe e a confiança no seu colega de time fazem toda a diferença. Por mais difícil que fosse a missão, estávamos focados e preparados para lutar pela vitória até o último segundo.

É difícil citar apenas alguns nomes e esquecer o papel fundamental de todo o time, mas em especial o nosso pivô Japa foi essencial na virada.

Precisávamos empatar para ao menos forçar a prorrogação, quando tive a oportunidade, não hesitei 1 segundo em colocar a bola para o Japa brigar entre os defensores e com muita competência ele marcou o gol de empate.

 

A Virada

 

Faltavam exatos 17 segundos para o final do jogo e o time adversário pediu tempo. Naquele cenário, o empate já era uma vitória, iríamos para a prorrogação e teríamos mais tempo para buscar a vitória e classificação da FGV para a semifinal do Handebol.

Nesse momento de tensão e nervosismo, o nosso goleiro Braga foi um dos poucos à observar que o INSPER havia voltado do tempo técnico sem goleiro e com um jogador a mais na linha.

Ele poderia ter escolhido qualquer pessoa para dar este recado, mas veio justamente no meu ouvido e deu a seguinte instrução: “se recuperarmos a bola, arremesse no gol porque eles estão sem goleiro”.

O resto da história está eternizado no vídeo, em mais um lance de competência do Japa que conseguiu desviar um passe. Eu tive a sorte da bola vir direto na minha direção. Após brigar pela posse da bola, fiz o arremesso mais importante e emblemático da minha vida: aquele que deu a vitória à FGV no estouro do cronômetro de um jogo de Economíadas.

Lembrar da felicidade de toda a torcida naquele estádio lotado é algo que nunca me esquecerei. Sem dúvida, estará marcado como um dos momentos mais especiais de toda minha vida.

 

Créditos Fotos: Fr4me Films

Economíadas 2018

Chute da BEAT Economíadas 2018: participe e tenha a chance de ganhar um Powerbeats3
FGV no Economíadas 2018: o título fica?