article inline adarticle inline ad

Fisioterapeuta explica como funciona os tratamentos integrativos que, além de tratar lesões esportivas, ajudam a melhorar a performance

Você é daqueles que vive sempre torcendo o tornozelo, com dor muscular ou dor nas costas depois de jogo ou treino? Então, talvez o tratamento alternativo possa te ajudar.

Segundo o fisioterapeuta Sergio Bastos Jr, da Biointegral Saúde, existem tratamentos integrativos que podem ajudar a curar lesões esportivas.

Além disso, podem ser essenciais para identificar a causa de dores e doenças, especialmente aquelas crônicas. E assim auxiliar o corpo a eliminar essas causas, promovendo um caminho de auto cura.

“Quando falamos de lesões, como as provocadas por esportes, por exemplo, é preciso avaliar de que forma esse tratamento pode ajudar no processo de cura de tecidos. Mas, de uma forma mais ampla, também é possível descobrir o que causa lesões recorrentes”, explica ele.

Nesse caso, as técnicas usadas acabam sendo ferramentas incríveis de autoconhecimento, porque identificam como o corpo reage a estímulos e a impactos.

“Por exemplo: um atleta que tenha muitas dores na coluna durante os treinos pode estar sobrecarregado de uma forma emocional. Tipo, “levando o mundo nas costas”, como se diz”, enfatiza o especialista.

Dessa forma, somando esse peso com o impacto dos treinos, vêm as dores. Sabendo dessa situação e iniciando um caminho de eliminar cargas emocionais e crenças limitantes, já é possível notar uma diferença no rendimento dos treinos.

Já no caso de atividades que requerem muita disciplina, Sergio explica que a pessoa pode se cobrar demais. E então exigir sempre o melhor desempenho.

“Essa sobrecarga emocional ocasiona lesões que não aconteceriam em uma relação mais amena com o esporte. Aqui, a gente descobre se esse processo emocional e inconsciente existe. E que pode gerar consciência e avisar o corpo de que ele pode quebrar o ciclo de dores”.

Lesões esportivas mais graves

No caso de esportistas que se machuquem de forma mais grave, o estudo do corpo sob todos os aspectos, desde os emocionais até o físico, se torna ainda mais importante.

“Um corredor profissional que machuque constantemente o joelho, por exemplo, ou mesmo um jogador de futebol, além do tratamento físico, é interessante descobrir os motivos que levam a lesões repetidas em uma mesma região”, salienta Bastos.

Às vezes, é uma dificuldade do próprio corpo de levar nutrientes para os ossos ou articulações.

Ou uma dificuldade da mente, uma preocupação, uma crença de que não se pode ir além”, revela o fisioterapeuta.

As possibilidades são tantas quanto a amplitude da mente humana. E descobrir essas inquietações, bem como o comportamento do corpo como um todo, pode ser a fonte de uma vida mais saudável, de um treino mais condizente com os objetivos do atleta. E mesmo de resultados mais favoráveis em competições.

 

Lesões no esporte

O que pensar para prevenir lesões?
Correndo e saltando contra as lesões